GRAVIOLA 500mg

GRAVIOLA (Annona muricata)

 

FAMÍLIA: Annonaceae

PARTE UTILIZADA: Folha

APRESENTAÇÃO: Franco com 60 cápsulas

COMPOSIÇÃO - CADA CÁPSULA CONTÉM:

Annona muricata extrato seco.................................500mg

HISTÓRICO:

A Graviola tem uma longa história de uso medicinal indígena. Nos Andes do Peru, a folha é tradicionalmente usada como chá no tratamento de catarro e a semente tem ação parasitária; as raízes e folhas também eram utilizadas para diabetes e como sedativo e antiespasmódico.

A Graviola é uma árvore regular, que mede até 10 metros de altura, apresentando casca aromática. As folhas são alternas, pecioladas, oblongo-obovadas ou ovadas, às vezes elítico-oblongas, geralmente curto-acuminadas no ápice ou um pouco arredondadas na base, até 15 centímetros de comprimento e 7 centímetros de largura, verdes e vernicosas na página superior, mais ou menos ferrugínea e com bolsas na axila das nervuras laterais na página inferior, ligeiramente tomentosas.

A inflorescência é cauliflora, brotando da casca velha do caule e dos ramos; os pedúnculos são robustos; as flores são axilares, solitárias, sub-globosas, amareladas, amarelo-enxofre ou creme, com seis pétalas grossas e carnosas, côncavas, até 4 centímetros de comprimento e 3 centímetros de largura, cordadas na base e acuminadas no ápice, as interiores um pouco menores e menos espessas, imbricadas. O fruto é uma baga de forma irregular, mais ou menos ovóide, elipsóide ou um pouco cordiforme, até 30 centímetros de comprimento e 12 centímetros de largura, com epiderme verde-escura, espessa e areolada. As sementes são castanhas ou pretas, de formato elíptico-oblongo.

A Graviola é a espécie típica do gênero Annona, sendo objeto de cultura bem antes da descoberta da América. Sua origem é obscura, porém muitos autores asseguram ainda hoje que é silvestre de várias ilhas antilhanas, tais como Cuba, Jamaica, Porto Rico, dentre outras.

CONSTITUINTES:

Estudos fitoquímicos indicaram a presença de muitas substâncias, incluindo taninos, alcalóides e ácido gama-aminobutírico (GABA) nas folhas de Annona muricata (Keharo e Adam, 1974).

Acetaldeído, amilocapróide, amiloide, anonaína, anomuricina, anomuricinina, anomurina, anonol, atherosperminina, beta- sisterol , campesterol, cellobiose, ác. Cítrico, citrullina, coclaurine, coreximimino, dextrose, etanol, folacina, frutose, Gaba, galactomannan, geranil-capróide glucose ,HCN, ácido isocitrico, ác. Lignocérico, ác. Málico, mangânes, mericil- alcool, metanol, metil-hex 2-enoato, metil- hexanoato, muricinina, muricapentocino, muricoreacina, acido-mirístico, ác. p- cumarico ,parafina, cloridrato de potássio, procianidina, reticulina, scillitol, ác. Esteárico, estefarina, stigmesterol, sucrose tanino, xilosil-celulose.

AÇÃO:

Em 1976 a planta apareceu no programa do Instituto Nacional do Câncer dos EUA (NCI), mostrando que as folhas e as sementes da Graviola apresentam atividade citotóxica em células cancerígenas e pesquisas têm sido realizadas para comprovar. Muitas pesquisas da Graviola têm sido focadas nas espécies Annonaceous acetogenins e muricata. Uma potente propriedade antitumorígena e pesticida foi descoberta, a graviola produz esses componentes naturais (acetogenios) em suas folhas, caule e galhos, sendo que estes possuem propriedades anti-tumorais e pesticidas. Estudos do modo de ação foram feitos em três laboratórios separados que demonstraram a ação da graviola como sendo um excelente inibidor do Complexo I no transporte de elétrons do organismo incluindo tumores.

Outro estudo demonstrou que um acetogenino da famíla annonaceae teve um efeito citotóxico em adenocarcinoma (cólon) ,10.000 vezes superior ao efeito da droga quimioterápica Adriamicina. Enfim, cada vez mais são descobertas mais importantes propriedades fitoquímicas anticancerígenas e antivirais.

PROPRIEDADES FARMACOLÓGICAS:

Muitos componentes bioativos e fitoquímicos da Graviola têm sido estudados por cientistas desde 1940. É muito usado na medicina natural e validado por pesquisas científicas. Vários estudos de diferentes pesquisadores demonstraram que o caule é tão bom quanto às folhas para tratamento de hipotensão, antiespasmódico, vasodilatador, relaxamento da musculatura lisa e atividades cardio-depressivas em animais. Pesquisadores verificaram as propriedades hipotensivas das folhas de Graviola novamente em 1991. Alguns estudos in vitro têm demonstrado que a folha, caule, raiz, talo e extratos de semente da Graviola têm função antibacteriana sob numerosos patógenos e que o caule tem propriedades antifúngicas. Foi comprovado também atividade antiparasitária, e o extrato das folhas apresenta atividade contra malária em dois outros estudos realizados em 1990 e 1993. As folhas, raiz e sementes da Graviola demonstraram propriedade contra insetos.  Em um novo estudo clínico em 1997, alcalóides da fruta Graviola apresentaram efeitos anti-depressivos em animais.

INDICAÇÕES:

Tosse, diarreia, febre, anti-cancerígeno, antireumático, antibacteriano, doenças da pele, vermífugo, sedativo, citotóxico, hipotensor, adstringente.

CONTRA-INDICAÇÕES: Gravidez e lactação

EFEITOS COLATERAIS: Embaraço gástrico, mau estar, enjoo

POSOLOGIA - MODO DE USAR:

Tomar 1 ou 2 cápsulas 2 vezes ao dia

GRAVIOLA 500mg

R$ 34,90Preço

    SEGURANÇA

    E

    PRIVACIDADE

    Razão Social: ROTA Farmácia Magistral LTDA ME  •  CNPJ: 28.914.752/0001-87

    Farmacêutico Resp.: Cláudio Lhamas de Siqueira  •  CPF: 737.083.727-00  •  CRF-RJ: 9051 

    AE: 136179-9  •  AFE: 046747-0

    Objeto Licenciado: Manipular, Dispensar - Proibida reprodução parcial ou total.

    Licença Sanitária PMR: F/MA-005/2016  •  Certidão de Regularidade (Licença CRF-RJ): 5034

    End.: Rua Alfredo Whately, 151, Campos Elíseos - Resende - RJ.

    Email: contato@rotamagistral.com  •  Tel: (24) 3354-5111

    O conteúdo deste site é destinado a profissionais da área de saúde e não deve ser usado como fonte de automedicação, além de não substituir em hipótese alguma a consulta médica e ou a profissional habilitado na área de saúde; Consulte sempre profissionais habilitados legalmente, somente eles podem prescrever ou diagnosticar problemas de saúde. Medicamentos sujeitos a prescrição, somente serão comercializados mediante o envio de imagem prévia, tal como fax, e-mail e ou scanner do receituário; medicamentes sujeitos a controle especial, não podem ser comercializados pela via remota, exclusivamente serão comercializados com a apresentação da receita pessoalmente em uma de nossas lojas.

    O texto de todos os nossos produtos, são referentes a des­cri­ção técnica dos mesmos, não configurando pro­pa­gan­da ou estímulo a automedicação.

      •  •  •  •  •  •  •  • 

    DESDE

    1984

      •  •  •  •  •  •  •  • 

    • Facebook ícone social
    • Instagram ícone social